3 de mar de 2010

HOLLYWOOD X BÍBLIA


4)ROUBAR É GLAMOROSO, SER RICO E FAMOSO É O MÁXIMO DA VIDA!

Desde sempre Holllywood glamorizou a vida de bandidos e gangsters. Mais recentemente foi sucesso uma série de filmes em que os mais badalados atores da atualidade se juntavam para roubar. É claro que roubavam alguém mal, mas a verdade é que roubavam, se davam bem e a presença de tantas "estrelas" charmosas na pele dos ladrões dava ao ato de furtar uma elegância especial. Na versão hollywwoodiana da vida tudo o que importa é ser rico, famoso e aproveitar ao máximo os prazeres que a vida pode oferecer. É claro que isso não é para todos. É só para uns poucos, mas é a vida desses poucos que se deseja e dezenas de revistas cobrem a vida desses "famosos" para o consumo enlouquecido dos fãs.

A Bíblia diz claramente "não furtarás" (Exodo 2015) e vai mais além alertando "não cobiçarás" (Exodo 20:17) porque no fundo o roubo é filho da cobiça. O roubo bonito da TV perde sua graça quando o ator que representa o ladrão na tela vê suas mansão arrombada. Aí ele chama a policia porque o que é glamoroso no cinema não é nada agradavel na vida real. Qualquer pessoa que já foi assaltada sabe a sensação horrivel de violação que enche a alma.

A Palavra é bastante direta sobre a busca de riqueza. "De que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?" Mateus 16:26. Os ricos se deixam enredar e enganar pelo dinheiro cujo "amor é a raiz de todos os males" I Timoteo 6:10 e por isso mesmo "dificilmente entrará no reino dos céus um rico" Mateus 19:24. Exemplos de ricos e famosos que se suicidaram são tantos que nem os mencionaremos. Desde musicos a atores e atletas muitos tem descoberto que podem ganhar o mundo mas se perdem a alma isso de nada vale. Logo, "mais vale o pouco do justo do que a abundância de muitos impios" Salmo 37:16 porque o justo aprende a viver contente e agradecido e o Senhor se mostra para ele o Senhor que provê. A gratidão e o contentamento é fonte de felicidade e de muitas outras virtudes

5) MENTIR É PROVEITOSO EM MUITAS OCASIÕES
Segundo Hollywood a mentira é algo natural, todas as pesoas mentem o tempo todo e quem diz o contrário é falso e hipócrita. Em tom de brincadeira foram feitos filmes a ridicularizar a verdade. Nesses filmes o personagem tem que dizer a verdade porque foi "amaldiçoado" com ela e sua vida se torna um tormento. Logo, mesmo reconhecendo que seria bom dizer a verdade, Hollywwod banaliza a mentira e faz troça da sinceridade.

A Bíblia é peremptória quanto à origem da mentira, porque " quando o diabo profere mentira, fala do que lhe é próprio pois é mentiroso e pai da mentira" João 8:44. Paulo instiga os crentes a "deixando a mentira fale cada um a verdade com o seu próximo" Efésios 4:25. O Cristão não é imune à mentira mas segundo a palavra seu falar deve ser honesto e claro "o que é sim, é sim, o que é não, é não, o que passar disso é de procedência maligna" Mateus 5:37.

Hollywood novamente se contradiz quando defende a mentira porque os mesmos argumentistas que defendem a mentira, os atores que a interpretam e os realizadores que a dirigem não querem que se lhes conte mentiras. Querem que lhes seja dita a verdade enquanto ensinam as novas gerações que mentir é legal e util. A Bíblia é coerente com sua posição. A mentira é maligna, a verdade é de Deus e devemos preserva-la com corações sinceros mesmo que isso nos custe caro em algumas situações.

6) O HOMOSEXUALISMO É SINAL DE MODERNIDADE E PROGRESSO
Há muito que hollywood tem estado a serviço do lobby gay. Praticamente todos os atores de primeira linha já representaram um papel homosexual e muitos só ganharam prémios quando o fizeram. No cinema e na TV o gay é sempre bonito, resolvido, inteligente, de bom gosto, amoroso, tolerante e bom rapaz. A homosexualidade é apresentada como mais que natural, forma de amor válida e progressista. Os heterosexuais são apresentados como intolerantes, atrasados, violentos e preconceituosos e mais recentemente como mentirosos porque, segundo holywood, todo mundo é gay, só não sabe disso!

O lobby homosexual é tão forte que, mesmo sendo uma pequena minoria, vão conseguindo que se passem leis a seu favor ao redor do mundo. Mesmo em países de forte tradição católica como Portugal a lei que permite o casamento gay passou e a adoção de crianças deverá ser aprovada, tornando legal e patrocinado pelo estado o abuso psicológico e em muitos casos fisico, de crianças.

A Bíblia é clara sobre o homosexualismo. Paulo já vivia numa sociedade cheia dessa perversão e chamou a atenção que " os homens deixando o contato natural da mulher se inflamaram mutuamente em sua sensualidade cometendo torpeza, homem com homem e recebendo em si mesmos a merecida punição de seu erro" Romanos 1:27. Como Cristãos devemos amar a todos e orar pelos nossos inimigos. Devemos amar os gays e lesbicas e ajuda-los a vencer seus problemas mas não podemos pactuar com suas práticas. Os lobbys gays querem insistir que o cristão só pode mostrar seu amor aos gays aceitando seu comportamento. Poderiamos dizer o mesmo de ladrões, assassinos e pedófilos? Seria legitimo? Se queremos ser coerentes com a Bíblia a resposta cristã em amor é mostrar ao pecador o seu erro e ajuda-lo a encontrar a salvação. Não fazemos isso com hipocrisia mas reconhecendo que somos também pecadores e tambem precisamos de salvação e ajuda na correção de nossos erros.

Na realidade os homosexuais são em muitos casos fruto de abusos na infância, pessoas desajustadas que dariam tudo por uma vida normal. Muitos reconhecem isso e buscam ajuda.  Mas, o movimento, longe de ser a simpatia e tolerância que o cinema mostra na prática é violento, preconceituoso e agressivo contra os heterosexuais e mesmo a Igreja.  Hollywwod nega todos os estudos que mostram a transitoriedade das relações homosexuais e todos os traumas que elas deixam, para não falar nas dificuldades fisicas que essas práticas acarretam. Mais uma vez o cinema mente e a Bíblia responde! Todos os estudos e pesquisas feitos sobre relações homosexuais mostaram indices maiores de violência, DST, uso de drogas e separação. Mas essas pesquisas não interessam... Como Cristãos devemos estar prontos a ajudar quem precisa, mas também a defender a nossa fé e a verdade revelada na vida.

7) VENCER É TUDO! NINGUÉM GOSTA DE PERDEDORES...
Os filmes de hollywood se especializaram na exaltação do herói popular. Aquele que vence a todo custo, contra todas as evidencias e que fica de pé no fim. Desde atletas famosos a homens de negócios bem sucedidos. A vida é do mais forte e não dos fracos. Os perdedores são execrados. A pior coisa possivel é ser um perdedor e com isso leia-se, alguém que não conseguiu fama, riqueza e projeção. Desse modo o evangelho hollywoodiano é para uma seleta minoria e afirma-se como fantasia inatingivel para a maior parte da população que só pode contemplar seus heróis nas telas.

É evidente que a Bíblia também fala de vencedores e exalta aqueles que tem sucesso em suas atividades. A Palavra também conta da vitória de Davi sobre Golias ou de Daniel na cova dos leões. Mas na palavra há uma advertência clara porque "muitos primeiors serão ultimos e ultimos primeiros" Mateus 19:30. A Biblia chama a atenção que no mundo espiritual o sucesso nem sempre é entendido pelos olhos pois "o homem natural não aceita as coisas do Espirito de Deus porque para ele são loucura e não pode entnde-las porque elas se discercnem espiritualmente" I Corintios 2:14.

Segundo hollywood e seu padrão Jesus teria sido um grande derrotado. Mas em sua morte teve a maior de todas as vitórias possiveis. Além disso Jesus nos mostrou em sua vida que Deus investe naqueles que o mundo chama de perdedores. O grupo que Jesus chamou para seus discipulos e a quem deu a ordem de alcançar o mundo seria considerado um bando de perdedores pelos padrões modernos. Mas foi neles que o Mestre investiu. Ele andou com pecadores, pobres e doentes e não entre os bem sucedidos que seriam os frequentadores de hollywood de seu tempo. Graças a DEus por isso. A boa nova da palavra é para todo o povo pois a salvação é para todos.

CONCLUSÃO:
Enfim, sou uma pessoa normal e sim, assisto a muitos filmes e séries.  Não vou co ponto de dizer que não ppodemos veer filmes. Sei  rir de comédias, chorar com romances e histórias dignas que nos elevam o caráter.  Eu também aprecio um bom espetáculo e a atuação de bons atores.  Há filmes que amo e revejo com certa frequência como "Violino no Telhado"; "Ben-Hur" ou "As Crônicas de Nárnia". Reconheço que há filmes inspiradores como os recentes "Amazing Grace" que mostra a luta de Wilberforce contra a escravatura no parlamento Inglês ou "Cinderela Man" que conta a história real de boxeador que foi um verdadeiro herói popular, bom marido e bom pai.

O que quis lembrar nesta reflexão é que devemos como Cristãos ser seletivos e atentos. A indústria cinematográfica tem sido instrumento maligno, na maioria das vezes, e não podemos baixar a guarda no mundo espiritual.  Sejamos criteriosos, avaliemos o que vemos à luz das escrituras e saibamos separar o pouco trigo do muito joio. E bom filme!

Um comentário:

Anônimo disse...

Todos nós somos pecadores, mas o maior pecado deles é negar a mensagem da salvação, que é a Palavra de Jesus. No grande dia do Senhor, o dia do juizo final nem fama, nem o dinheiro, nem a caridades ou as boas obras vão salvá-los.